Full Trip – O Melhor da Rota 66

DIA 1 CHEGADA A CHICAGO

Você chegará ao Aeroporto Internacional de Chicago e fará o translado para o hotel por conta própria. Em Chicago você estará na maior e mais excitante cidade dos Great Lakes (Grandes Lagos). A vista do horizonte da cidade de Chicago é imbatível se comparada com outras cidades – é composta por uma gama de museus famosos, restaurantes e cafés, e inúmeros bares e clubes noturnos que fazem jus à herança e forte influência do jazz e blues na cidade.

 

DIA 2 MILWAUKEE – MUSEU HARLEY DAVIDSON – CHICAGO

Pela manhã seguiremos para Milwaukee, Sede da Harley Davidson, para visita ao seu famoso Museu onde terão a oportunidade de conhecer a história e todos os principais modelos deste ícone dos amantes das duas rodas. À tarde e noite teremos tempo livre para desfrutarmos da linda Chicago.

 

DIA 3 CHICAGO – SPRINGFIELD – 205.0 mi / 328.0 kM

Nesta manhã, pegaremos as moto e embarcaremos na mais incrível viagem de motocicleta da América. Paralelamente à I-55, nasce a legendária Rota 66, cortando o estado até chegar à Costa do Oceano Pacífico. Dê uma olhada nas antigas lanchonetes e outras antiguidades que fazem parte da história da América e que ainda existem. De Chicago prosseguiremos em direção ao sul, passeremos pela antiga parada de caminhoneiros na cidade de McLean, e roncando o seu motor, atravessaremos a área de minas de carvão de Illinois – beirando o Pontiac Trail em direção a Springfield, capital do estado de Illinois.

 

DIA 4 Springfield, IL – Rolla, MO – 205.0 mi / 328.0 km

O nosso itinerário nos levará mais ao sul indo em direção a St. Louis e a nossa parada para pernoite será em Rolla. Ao longo do nosso caminho você verá várias cidadezinhas convidativas para uma parada. Você definitivamente deve conhecer, a famosa parada para caminhoneiros Dixie Truck Stop, a estátua ” Our Lady of the Highway Statue ” em Litchfield e ” Paris Stop Café”. Teremos um tempo para visitar as Cavernas Meramec a caminho do Mississippi River e a famosa “Chain of Rocks Bridge”. Você estará no Missouri agora, o estado onde florestas se encontram com as pradarias e os rios Mississippi e Missouri se encontram. Curta a curta viagem para a cidade de St. Louis, conhecida como “Gateway to the West” (“A porta de entrada para o Oeste”). Essa cidade incrível se situa às margens do poderoso rio Mississíppi e é um dos melhores lugares no país para se curtir uma música ao vivo e deliciar-se com um churrasco de costela. Prosseguiremos para Rolla, MO conhecida como “The Middle of Everywhere” (“O Centro de Tudo”) onde você irá pernoitar.

 

DIA 5 Rolla, MO – Tulsa, OK 290.0 mi / 464.0 km

De Rolla nosso passeio nos levará para a extremidade norte de Ozark Mountains, as quais ocupam a maior parte do sul do Missouri e norte de Arkansas. Essa era uma área de território de fronteira até a instalação de empresas madeireiras no final do século 19. Nenhum dos picos de Ozark é particularmente alto, mas as estradas se alternam, sobem e descem, proporcionando vistas deslumbrantes dos contornos íngremes das montanhas cobertas por carvalhos, elmos, nogueiras, e árvores Olaia – todas resplandecentes no outono. Passaremos pelas cidades famosas de Lebanon e Conway e faremos uma parada em Carthage para ver seu belo e antigo fórum. Antes de chegar no estado de Oklahoma faremos uma parada em Joplin. Oklahoma é o estado com mais milhas da velha estrada do que qualquer outro estado e é um ótimo lugar para motociclistas e apreciadores de antigas estradas. O destino de hoje é Tulsa, Oklahoma. Desde o seu começo, até o seu ápice com a prosperidade adquirida com a produção de petróleo, e até os dias de hoje, Tulsa sempre foi uma cidade que luta pelo progresso.

 

DIA 6 Tulsa, OK – Clinton, OK 195.0 mi / 312.0 km

De Tulsa prosseguiremos em direção ao oeste de Oklahoma para a sua parada em Clinton. Cubriremos 100 milhas de território indígena no velho oeste entre Tulsa e Oklahoma City – em 1830, toda essa terra considerada sem utilidade foi designada como território indígena – uma solução conveniente com o intuito de tirar do caminho as então chamadas Cinco Tribos Civilizadas, que “bloqueavam” os assentamentos “brancos” nos estados do sul. Os Choctaw e Chickasaw de Mississippi, os Seminole da Flórida e os Creek de Alabama receberam cada, uma porção do território enquanto o resto foi dado para os Cherokee de Carolina, Tennessee e Geórgia. Hoje o estado tem uma população grande de índios nativos americanos. “Oklahoma” é uma palavra Choctaw que significa “homem vermelho “. Mais para o oeste, você passará de moto por El Reno – sobre a ponte de uma milha de extensão, próxima a Bridgeport e entrará em Oklahoma City, coração e alma da região da Rota 66. Continue até nosso pernoite em Clinton.

 

DIA 7 Clinton, OK – Amarillo, TX 180.0 mi / 288.0 km

Essa manhã acordaremos cedo para a nossa jornada até o “Panhandle”, a parte mais sul das Grandes Planícies, comumente chamada de ” verdadeiro Texas”. Esta cidade certamente realiza a fantasia de como o Texas deveria ser. Quando os búfalos – e os nativos – foram afastados dessa região fronteiriça conhecida por ser perigosa e inabitável, o Panhandle, por volta de 1870, começou a fornecer recursos naturais originários das suas grandes reservas. Hélio, petróleo, bem como a agricultura, trouxeram riquezas para esta região onde se localizam alguns dos maiores ranchos do mundo. Amarillo parece estar separado do resto do Texas mas fica numa das melhores estradas cross-country – I-40 ( previamente a legendária Rota 66), mais ou menos a 450 quilômetros de Albuquerque e 400 quilômetros ao oeste de Oklahoma City. Amarillo é um nome de origem espanhola e significa “amarelo”, cor tão característica da região. Por que, hoje à noite, você não aproveita e curte o seu jantar na “The Big Texan Steakhouse”?

 

DIA 8 Amarillo TX – Route 66 Midpoint – Santa Fé NM 290.0 mi / 464.0 km

Hoje deixaremos o Texas e seguiremos a caminho da “Terra Encantada”, New México. Passaremos pelo mundialmente famoso “Cadillac Ranch” (Rancho do Cadillac) antes de sair do Texas teremos tempo para fotos na placa indicativa do meio da rota 66. Nossa próxima parada será na cidade fantasma GlenRio, onde você podermos pisar ao mesmo tempo com um pé em New Mexico e o outro no Texas. Com três estados à nossa frente, pilotaremos as motos pelas terras dos índios Commanche até Tucumcari, a maior cidade entre Albuquerque e Amarillo. Subiremos até os planaltos de Santa Fe, no centro de New Mexico, que é uma das cidades mais antigas e belas da América e será nossa base para as próximas duas noites.

 

DIA 9 DIA LIVRE Santa Fé NM

Hoje será um dia de lazer para descansar e desfrutar dessa cidade de quase 400 anos. Aqui a mistura de culturas se torna evidente no estilo arquitetônico do sudoeste, tão fortemente associado com a capital de New Mexico. Talvez você queira dar um passeio de moto ao longo do vale do rio até a velha cidade indígena de Taos, curtir um passeio de balão ao nascer do sol ou brincar de cowboy por um dia, passeando a cavalo ao longo da montanha ou por uma trilha no canyon.

 

DIA 10 Santa Fe, NM – Gallup, NM 200.0 mi / 320.0 km

Esta manhã sairemos em direção ao sul, descendo para Albuquerque, a maior cidade de New Mexico onde vive um terço da população do estado. Albuquerque se espalha pelo coração de New Mexico, onde a principal via leste–oeste e as estradas ferroviárias, cruzam ambos, o Rio Grande e a velha estrada ao sul para o México. Atravessaremos o Rio Grande, direção ao oeste – pilotando por campos abertos e pelos tons da natureza selvagem da região dos Navajos. Mais para frente, passaremos por Grants margeando o Cibola National Forest (Floresta Nacional de Cibola) em direção à famosa cidade de Gallup na Rota 66 – uma antiga cidade ferroviária e reduto de Índios. Curta a sua noite com companheiros de diversas partes do mundo em um dos muitos hotéis simpatizantes de motociclistas em Gallup.

 

DIA 11 Gallup, NM – Tusayan, AZ 282.0 mi / 453.0 km

Arizona fica apenas a meia hora de distância de Gallup. Chegando em Arizona apreciaremos um passeio cênico pela Petrified Forest, uma floresta fóssil e petrificada de árvores gigantes exposta pela erosão. Ao lado oeste da Petrified National Forest passaremos por Holbrook e Wislow, duas cidades antigas na Rota 66 que se mantém vivas por caminhoneiros em suas rotas transcontinentais. Seguiremos margeando o magnífico Grand Canyon até Tusayan AZ onde pernoitaremos.

 

DIA 12 Tusayan, AZ – Laughlin NV 216.0 mi / 347.0 km

Hoje você poderá visitar uma das Maravilhas Naturais do mundo, o Grand Canyon. O Grand Canyon é formado de camadas de rochas, precipícios, montes, montanhas e vales e faz parte de um dos maiores espetáculos geológicos da terra. No início da tarde continuaremos nossa jornada passando por Willians, Selligman e Kingman, um dos trecho mais preservados da Rota 66. Chegaremos no fim da tarde à Laughlin, cidade na divisa de Arizona e nevada, bem ás margens do Rio Colorado, onde poderemos tentar a sorte em um de seus casinos.

 

DIA 13 Laughlin, NV – Victorville, CA 215.0 mi / 344.0 km

Hoje é a partida para a Califórnia, o último estado no seu percurso pela legendária Rota 66.Passaremos ao longo do Mojave Desert, o qual oferece um dos cenários mais dramáticos do Sul da Califórnia… Dentro de marcante trecho da rota 66 veremos formações vulcânicas de tirar o fôlego e grupos de Joshua Trees ( árvores nativas deste deserto). Do deserto chegaremos ao frescor dos pinheiros de San Gabriel Mountains de onde seguiremos Victorville, nossa para a noite de hoje.

 

DIA 14 Victorville CA – Los Angeles Ca 110.0 mi / 176.0 km

Hoje você estará a caminho do seu destino final, Los Angeles, em sua legendária viagem pelas estradas americanas. Seguiremos direto para o final da Rota 66 no Santa Monica Pier. Santa Monica é um dos maiores e antigos pontos de L.A. e, no passado, era o ponto de encontro para as festas mais extravagantes, mas hoje é uma comunidade liberal, consciente e saudável. Passaremos um tempo explorando Hollywood com o famoso Chinese Theatre, Beverly Hills, Rodeo Drive e muito mais. Pilotos sempre demonstram um misto de emoções quando chegam à placa que sinaliza o “End of the Trail” ( Final da Trilha) no Santa Monica Pier . Há um sentimento de felicidade e euforia por terem completado essa jornada, a qual a maioria das pessoas apenas sonha em fazer, e ao mesmo tempo, um sentimento de tristeza em pensar que o passeio chegou ao final. A ótima notícia é que a próxima viagem está a um sonho de distância, a Eaglerider está ansiosa para recebê-lo de volta logo.

 

DIA 15 Partida de Los Angeles

Hoje sua fascinante jornada se encerra em Los Angeles. Em horário oportuno tomaremos nosso voo de volta ao Brasil…. Onde chegaremos com muita lembrança boa e várias histórias para contar.

 

Veja nosso folder promocional:

Dúvidas? Entre em contato!
WhatsApp chat